Vai deixa de tristeza e deixa o sonho te levantar, acredite que é possível ainda hoje uma virada, acredite que tudo foi apenas um engano, mantenha a rota do seu barco da vida, não desista novamente, as pedras são apenas restos que a chuva trouxe... amar, viver, sonhar, acreditar, lutar e até o chorar, são fases que compõem o grande quadro chamado vida, onde a tela é a sua história, as tintas são as pessoas que passam por ela, mas, o pintor, o responsável pela obra é sempre você! (Autor desconhecido)

terça-feira, 2 de setembro de 2014

O Herege




Thomas de Hookton mais do que encontrar o Graal, desejava vingar a morte de seu pai, morto pelo próprio sobrinho, Guy Vexille, um homem frio que acredita no Graal e almeja encontralo a qualquer custo. Após reunir um grupo de homens, entre eles seus amigos Robbie Douglas, o escocês, Sir Guillaume d’Evecque e alguns arqueiros, Thomas ruma para a Gasconha, no sudoeste da França, onde tomará uma fortificação nos domínios do conde de Berat e próxima de Astarac, onde seus antepassados viveram. Ele pretende atrair seu primo Guy, que tão impiedosamente procura pelo Graal e acredita que Thomas saiba algo sobre o paradeiro da relíquia. Ao tomar Castillon d’Arbizon, nas masmorras do castelo Thomas encontra uma mulher condenada pela igreja à fogueira, sob a acusação de heresia. Naqueles tempos, ser uma mulher jovem e bela tinha suas complicações e neste caso Genevieve colhia sua maldição. Thomas se vê apaixonado, contudo ele não é o único homem atraído pelos encantos da misteriosa Genevieve e sua amizade com Robbie é colocada à prova. Sua missão é ameaçada pela superstição de homens sob seu comando e depois de ser excomungado pela igreja ele se vê obrigado a deixar Castillon d’Arbizon. O mundo parecia de cabeça para baixo, amigos agora agiam como inimigos, Thomas sentia o fracasso pesando sobre seus ombros e a excomunhão feria mais do que poderia imaginar. Agora suas chances de vingar o pai e de encontrar o graal pareciam cada vez menores, mas ele não podia, não queria desistir. Será que ele teria forças para seguir com sua busca? E será que ele saberia o que fazer com o Graal se de fato o encontrasse? O Abade Planchard lhe confessara que seria melhor se o Graal não fosse encontrado e se fosse, em sua opinião, deveria ser jogado no mais profundo dos mares, porque homens ambiciosos o usariam como um troféu em suas guerras. Homens matariam para poder possuí-lo e igrejas ficariam ricas. Seu verdadeiro significado seria deturbado pelos homens. 

O Erege
Bernard Cornwell
Editora Record


“O mal gera o mal, espalha-se como uma erva daninha, mas as boas ações são brotos frágeis que precisam de cuidados”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Imagem de Mariana Britto
Sigo andando a passos largos...
...sem rumo e sem destino, apenas observando o que se passa e o que passou, o conhecimento traz prazer mas também traz dor.
Jade

Postagens populares