Vai deixa de tristeza e deixa o sonho te levantar, acredite que é possível ainda hoje uma virada, acredite que tudo foi apenas um engano, mantenha a rota do seu barco da vida, não desista novamente, as pedras são apenas restos que a chuva trouxe... amar, viver, sonhar, acreditar, lutar e até o chorar, são fases que compõem o grande quadro chamado vida, onde a tela é a sua história, as tintas são as pessoas que passam por ela, mas, o pintor, o responsável pela obra é sempre você! (Autor desconhecido)

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Catrin Welz-Stein


Um trabalho surreal, inusitado e belo, com uma boa dose de encantamento pelo uso de imagens antigas de uma forma leve como sonhos. Difícil foi parar de escolher trabalhos para expor aqui no blog. Espero que apreciem.

No ano de 2009 Catrin começou a criar imagens digitais com uma técnica de colagem de ilustrações e fotografias antigas. Ao mesmo tempo, ela descobriu as redes sociais on-line e suas imagens privadas foram abertas ao público. Diante das respostas positivas, Catrin sentiu-se motivada a continuar com sua arte.

Quando criança, Catrin adorava desenhar e usar a criatividade, diz que praticamente nasceu com um lápis na mão. Ela sabia que queria fazer algo relacionado às artes. Se formou em Design Gráfico em Darmstadt, na Alemanha e, em seguida, trabalhou para várias agências de publicidade, na Alemanha, EUA e Suíça.

Parou de trabalhar em agências quando se tornou mãe, e depois de um curto período de tempo em que trabalhou por conta própria, decidiu parar de trabalhar até seus filhos crescerem. Explica que, graças a seus filhos, pode viajar pela infância novamente e assim desfrutar do mundo de fantasia e contos de fadas. Gosta de olhar para livros infantis e deixá-los inspira-la. "Where the Wild Things Are", de Maurice Sendak é um de seus livros favoritos. Foi através dos livros infantis que redescobriu o amor pela ilustração.

Diz Catrin que "Como um designer de arte gráfica profissional muitas vezes eu tive que fazer concessões para os clientes. Havia um monte de regras de comunicação visual e muitas vezes eu senti que não poderia expressar toda a minha criatividade. Agora, eu gosto de criar arte que não se explica desde o início. Minhas imagens têm uma qualidade onírica e surreal. Elas falam de sentimentos que muitas vezes se escondem em nossa vida diária".

Quais são suas maiores inspirações?
Minhas inspirações são: Fantasia, histórias infantis, medieval, Jugendstil, Folclore e Surrealismo. Eu sou inspirada pelo trabalho de Nicoletta Ceccoli, Kelly Rae Roberts, Sabrina Ward Harrison, Olaf Hajek, Maggie Taylor, Natalie Shau, Colette Calascione e Nazario Graziano. Bem, há tantos grandes artistas!

Minhas imagens são feitas de forma totalmente digital. Eu coleciono imagens antigas e ilustrações e coloco elas juntas em um novo Photoshop. O processo de trabalho é baseado na combinação e na divisão de fotografias, com a remoção, enchimento e retoque. Usando o meio digital tenho possibilidades muito mais criativas e posso trabalhar muito mais rápido.

(Informações obtidas de uma entrevista publicada no blog da artista. Para acessar a entrevista completa clique AQUI

Abraço

Jade

























Imagem de Mariana Britto
Sigo andando a passos largos...
...sem rumo e sem destino, apenas observando o que se passa e o que passou, o conhecimento traz prazer mas também traz dor.
Jade

Postagens populares