Vai deixa de tristeza e deixa o sonho te levantar, acredite que é possível ainda hoje uma virada, acredite que tudo foi apenas um engano, mantenha a rota do seu barco da vida, não desista novamente, as pedras são apenas restos que a chuva trouxe... amar, viver, sonhar, acreditar, lutar e até o chorar, são fases que compõem o grande quadro chamado vida, onde a tela é a sua história, as tintas são as pessoas que passam por ela, mas, o pintor, o responsável pela obra é sempre você! (Autor desconhecido)

domingo, 9 de outubro de 2011

Dia da Criança

Eu desejo...
Que nossas crianças possam crescer e ser felizes
Que o mundo se torne menos material e mais e inocente como elas
Que a doçura de sua inocência ensine mais do que a ganância
E que possamos um dia não ter que ver tantas sofrendo
Seja por abandono,  descaso ou maldade
E que o ser humano, que tanto se orgulha do que faz
Aprenda com elas o que de fato importa...
O Amor.

Um feliz dia da criança para todos
Jade


Lori Robison

AdicMarta Potoczek
Elena Sigtryggsson
Tamara Burross
Tamara Burross

 










Elly Karagyozova
Elly Karagyozova

Elly Karagyozova

Elly Karagyozova

Elly Karagyozova
Annie Manning
 
Ashley Bateman

Sara Kovacs
Irina Grishina

De Amor e Maldade

Em 'De amor e maldade', a autora conta a história de Toby O'Dare, o ex-assassino de aluguel, em sua jornada em busca da redenção após dez anos de crimes com a ajuda do serafim Malchiah - um anjo da mais alta hierarquia - e com seu próprio anjo da guarda, Shmarya. Depois de ser enviado à Inglaterra do século XIII, dessa vez, o rapaz volta à Roma do século XV. Uma cidade efervescente que tem Leo X no trono papal e Michelangelo e Rafael trabalhando em toda sua glória, e onde Toby atende ao chamado de Vitale ben Leone, um jovem erudito e médico judeu encarregado de salvar a vida de Niccolò, seu melhor amigo e filho do Signore Antonio. Niccolò adoeceu subitamente, e seu estado se agrava a cada nova visita de Vitale, o que desperta na população uma onda de antissemitismo e ameaça acabar com a tolerância religiosa. Cabe ao protagonista ajudar não só na cura do doente como solucionar o mistério de um dubbyk(demônio) que assombra a residência do médico. Enquanto tenta cumprir sua tarefa e evitar que a intolerância se abata sobre a comunidade judaica romana, Toby se vê assediado por um enviado das forças do Mal, Ankanoc, determinado a abalar sua crença. À fé para resistir a mais essa provação junta-se à vontade que o ex-assassino tem de se devotar ao Bem, conseguir o perdão de seus pecados e encontrar uma maneira de viver com Leona, uma antiga paixão de adolescência e o filho deles, também chamado Toby. Os profundos sentimentos pela moça e o garoto e a certeza do amor divino dão a Toby a força que ele precisa para continuar na trilha da absolvição. (resumo extraído do site da Livraria Cultura)

Me desculpem por não ter feito eu mesma uma resenha, mas além do fato desta aqui estar muito boa, eu meio me decepcionei com este livro e o primeiro da trilogia “A Canção dos Serafins”. Gosto muito da Anne Rice e seu talento ao criar personagens ricos e bem construídos, mas a história em si, apesar de todo o potencial, não me cativou realmente como aconteceu com outros livros dela. Talvez eu tivesse expectativas demais, mas não achei esta história envolvente, se comparada com livros anteriores. Não estou dizendo que é ruim, são livros bons, mas esperava mais.  


Imagem de Mariana Britto
Sigo andando a passos largos...
...sem rumo e sem destino, apenas observando o que se passa e o que passou, o conhecimento traz prazer mas também traz dor.
Jade

Postagens populares