Vai deixa de tristeza e deixa o sonho te levantar, acredite que é possível ainda hoje uma virada, acredite que tudo foi apenas um engano, mantenha a rota do seu barco da vida, não desista novamente, as pedras são apenas restos que a chuva trouxe... amar, viver, sonhar, acreditar, lutar e até o chorar, são fases que compõem o grande quadro chamado vida, onde a tela é a sua história, as tintas são as pessoas que passam por ela, mas, o pintor, o responsável pela obra é sempre você! (Autor desconhecido)

sábado, 30 de outubro de 2010

Bella Toscana

A autora, Francês Mayes, que também escreveu o livro “Sob o Sol da Toscana”, que aliás virou filme, alterna residência entre a Califórnia nos Estados Unidos e Cortona, região da Toscana na parte central da Itália. Através deste livro, a exemplo do anterior, ela divide com os leitores uma parte de sua vida neste mundo pulsante que é a Itália.
Foto ao lado: casa da Autora.

Através de seus olhos, podemos ter uma noção do que seria viver naquele lugar maravilhoso. Esta região encantadora da Itália, em que predomina a vida rural e onde principalmente é cultivada a uva, podemos perceber que os italianos apreciam viver e comer bem. Pelo que descreve a autora, seus jardins são um caleidoscópio de cores e fragrâncias. Neles encontramos não só flores, como ervas e frutas. Aliás, sua flora é bastante parecida com a do Brasil. Poderemos encontrar na Itália dálias, rosas, lírios, gerânios, glicínias, margaridas, amor-perfeito e muitos mais. Na Itália toda, à exceção de zonas montanhosas, encontram-se a típica vegetação mediterrânea: oliveiras, laranjeira, limoeiros, vides, macieira, pereiras e pessegueiros. A região é formada por dez províncias: Florença (a capital), Siena, Arezzo, Pisa, Grosseto, Lucca, Livorno, Massa-Carrara, Pistoia e Prato e banhada pelos rios Lígure e Tirreno. As províncias são na sua maioria rurais e contemplam plantações de flores, vinhedos e pomares, distribuídos nos vales e encostas que merecem ser percorridas de carro, através dos caminhos charmosos e encantadores, cercados pelos campos de girassóis e oliveiras, plantações de lavanda e incontáveis vinícolas. Abençoada com grande beleza natural, vinhos e uma incomparável herança artística, a Toscana é a região italiana do Renascimento e provavelmente um dos principais destinos de jovens casais em lua de mel.

Trechos do livro:

“...Na primavera a terra intumescida anseia por sementes de nova vida.
Linda, a terra nas dores do parto, sob um nervoso vento oeste.
Soltam-se os campos, uma leve umidade está por toda parte.
Confiante cresce a relva, pois o sol jovem não lhe fará mal.
Os rebentos da vinha não temem a tempestade que se ergue do sul.
Nem a chuva de gelo que vem dos céus soprada pelo vento norte...
Não, corajosos, eles brotam agora e revelam suas folhas.
Assim foi desde que o mundo é mundo.
Cá está o brilhante alvorecer e o ritmo dos dias”.
Por Horácio (poeta lírico e satírico Romano)

“Os perfumes atuam como a música e a poesia, despertando sentimentos indizíveis que percorrem o corpo todo”.

Casa típica Toscana, na elevação do terreno

Cipreste, árvore típica da Toscana

Campo de Girassóis

Comuna Colle di Val Delsa

Firenze

Anjo em San Miniato

San Gimignano

sábado, 23 de outubro de 2010

Joanna Sierko

Nasceu em 13 de fevereiro de 1960 em Bialystok. Em 1985 se formou com honras do Departamento de Gráfica da Academia de Belas Artes da Varsóvia. Seu pai que é médico, Stanislaw Sierko, também é pintor.
A artista polonesa cria um mundo muito bonito, através de suas pinturas românticas, onde a magia está nos detalhes e na harmonia no uso das cores. A perfeição de alguns detalhes, quase levam o espectador a acreditar que está olhando para algo real, como na tela “Tarde Quente”, onde as roupas de uma de suas musas, secam penduradas no varal. Os tecidos parecem palpáveis.

Infelizmente não consegui descobrir o site dela, ou está fora do ar.



sábado, 16 de outubro de 2010

Labirinto


Em primeiro lugar recomendo não tirarem conclusões precipitadas, devido ao volume do livro. É uma obra “de peso”, nos dois sentidos da palavra, portanto vale muito a leitura.

A história transcorre na cidade francesa de Carcassonne, paralelamente em duas épocas distintas: Julho de 1209 e de 2005. No passado uma jovem sonhadora de 17 anos, Alaïs, vive no Château Comtal, onde seu pai, Bertand Pelletier, serve ao visconde Trancavel a mais de 18 anos, como administrador intendente. Recém casada e apaixonada pelo seu marido, Alaïs se dedica ao trabalho com ervas e especiarias, as quais aprendeu a manipular para criar emplastos e outros medicamentos. Sua vida tranquila e das outras pessoas em Carcassone será perturbada por rumores de uma guerra iminente. Neste meio tempo, seu pai recebe uma carta de um antigo amigo, a quem não vê a 20 anos, desde as cruzadas em Jerusalém. Pelletier estava sendo chamado a cumprir com seu juramento, protegendo um segredo envolvendo três livros, escritos em hieróglifos e que remontam a centenas de anos. Ele terá que decidir entre sua lealdade com o passado e o presente, e se vê obrigado a compartilhar este segredo com Alaïs.

No presente, Alice Taner é chamada à Carcassonne para receber a herança de uma tia, de quem nunca ouvira falar, e aproveita suas férias para resolver este assunto e dedicar alguns dias trabalhando voluntariamente, em uma escavação arqueológica nos Montes Sabarthès, sudoeste da França, junto com sua melhor amiga. É seu último dia na escavação e ela resolve empenhar todos seus esforços na esperança de encontrar algo memorável. Alice pensa ter visto algo brilhar e segue até próximo de uma rocha, onde um deslocamento de pedras revela a entrada de uma caverna. Ela sabia. Na verdade, eu adivinhei, diz a si mesma. E contrariando as normas resolve entrar sozinha. É mais forte do que ela, é como se algo a estivesse atraindo, como um imã. Ela avança e o ar frio da caverna parece se enroscar por suas pernas e braços. Lá dentro encontrará dois esqueletos e uma verdade a muito tempo perdida.

As vidas destas duas mulheres se cruzarão, em meio a uma rede de inveja, ganância e fanatismo, circulando e se encontrando novamente, como um labirinto.

Meus parabéns à autora, que conseguiu escrever um livro extenso e nem por isto menos instigante.

Kate Mosse é autora de outros dois romances e dois livros de não-ficção (mas até agora nas buscas que fiz pela internet, localizei apenas Labirinto e Sepulcro. Aliás, já estou com este segundo emprestado para ler!). Já foi apresentadora do programa da BBC 4 Readers and Writers Roadshow, e hoje é apresentadora convidada do programa Saturday Review da rádio Radio 4, também da BBC. Co-fundadora e Diretora Honorária do prêmio Orange de Literatura de Ficção, Kate é curadora de Artes e Negócios, Artes e Crianças e do Conselho de Artes do Sudeste da Inglaterra, e membro da Royal Society of Arts. Em 2000, ganhou o prêmio de Realização Feminina da Europa por sua contribuição às artes. Ela mora com a família em West Sussex e em Carcassonne (Cenário do livro Labirinto).

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Os Gêmeos

Os Gêmeos são uma dupla de irmãos gêmeos idênticos, grafiteiros de São Paulo, nascidos em 1974, cujos nomes reais são Otávio e Gustavo Pandolfo. Formados em desenho de comunicação pela Escola Técnica Estadual Carlos da Campos, começaram a pintar grafites em 1987 no bairro em que cresceram, o Cambuci, e gradualmente tornaram-se uma das influências mais importantes na cena paulistana, ajudando a definir um estilo brasileiro de grafite.

Os trabalhos da dupla estão presentes em diferentes cidades dos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Grécia, Cuba, entre outros países. Os temas vão de retratos de família à crítica social e política; o estilo formou-se tanto pelo hip hop tradicional como pela pichação. Além disto, já ultrapassou as barreiras do grafite nas ruas e chegou a museus do mundo inteiro. Nas exposições, além dos painéis, encontram-se esculturas gigantescas, carros e instrumentos musicais.

Em 22 de maio de 2008, executaram a pintura da fachada da Tate Modern (museu britânico de arte moderna), de Londres, para a exposição Street Art, juntamente com o grafiteiro brasileiro Nunca, o grupo Faile, de Nova York; JR, de Paris; Blu, da Itália; e Sixeart, de Barcelona.

Confira mais do trabalho destes dois artistas no site http://www.lost.art.br/osgemeos.htm


domingo, 10 de outubro de 2010

Anne Rice

Anne Rice Nasceu em 04 de outubro de 1941, em Nova Orleans, Louisiana, Estados Unidos.
Autora de vários romances, sendo um dos mais conhecidos até hoje “Entrevista com o Vampiro”, que inclusive virou filme. Os papéis principais são interpretados pelos atores Brad Pitt, Tom Cruise e Kirsten Dunst.

Anne Rice é uma célebre escritora que ficou mundialmente conhecida pelas Crônicas Vampirescas, onde conseguiu nos transportar, através de seus personagens de personalidade marcante, para um outro mundo, onde os vampiros estão entre nós.
Outro livro de Anne que também chegou à telinha foi “A Rainha dos Condenados”, pena que não vieram outros.

Quem ler um livro dela com certeza terá vontade de ler mais, pois as histórias são muito ricas e bem construídas, nos fazendo viajar na leitura. Além disto, ela soube usar uma dose de vampirismo e erotismo na medida certa, que mantém o leitor interessado do início ao fim.

Parabéns pelo seu Aniversário Anne Rice!

sábado, 9 de outubro de 2010

Fallen

Luce é uma adolescente de longos cabelos negros, que desde criança vê sombras que ninguém mais vê ou compreende para lhe explicar. Infelizmente a proximidade delas, normalmente é um presságio de que algo ruim está por vir. Com o passar dos anos, Luce aprende que não adianta falar das sombras, principalmente depois que algo misterioso acontece e seu namorado acaba morto. Luce se verá numa situação inexplicável e todos desconfiarão de sua culpa, até mesmo ela, que acaba sendo encaminhada para o reformatório Sword & Cross. Neste lugar conhecerá algumas pessoas, entre elas o enigmático Daniel. Um cara bonitão de cabelo e bronzeado dourados. Ao vê-lo uma atração irresistível a faz congelar, como se o mundo tivesse parado e tudo o mais empalidecido. Parecia loucura, mas ela tinha vontade de correr até ele. Ela o reconhecia de algum lugar, mas não sabia de onde. Para sua decepção Daniel parece fazer questão de ignora-la, o que a magoa profundamente. Ao contrário de Daniel existe Cam, outro cara do reformatório, que a cobre de gentilezas e que demonstra estar muito interessado nela, fazendo com que se sinta uma pessoa importante. Sword & Cross é um lugar bem diferente do que pensou, sombrio e decadente, com pessoas que parecem fazer questão de serem estranhas. Em meio a estranhice do lugar, Luce conhece uma garota chamada Pen, que se tornará sua amiga e a ajudará a tentar decifrar Daniel. No desenrolar da história Luce descobrirá que nem tudo é o que parece, e que existem muito mais coisas a serem desvendadas, além de Daniel e das sombras. Sua vida está em jogo e ela não sabe ainda como jogar...
Final do livro: Lutar pela única coisa que ela sabia que era boa o suficiente, nobre o suficiente, poderosa o suficiente para valer a pena arriscar tudo.
O amor.

A Autora, Lauren Kate, deixa algumas lacunas na história, a fim de manter o interesse dos leitores e, é claro, para dar seguimento em seu próximo livro “Torment”, cujo lançamento no Brasil parece estar previsto para março de 2011.

Na verdade se trata de uma série de quatro volumes e a Walt Disney já negociou a compra dos direitos para fazer um filme.

Detalhe, vejam a seguir a capa deste segundo livro
Não tem tudo a ver com o meu Blog? :)



Imagem de Mariana Britto
Sigo andando a passos largos...
...sem rumo e sem destino, apenas observando o que se passa e o que passou, o conhecimento traz prazer mas também traz dor.
Jade

Postagens populares