Vai deixa de tristeza e deixa o sonho te levantar, acredite que é possível ainda hoje uma virada, acredite que tudo foi apenas um engano, mantenha a rota do seu barco da vida, não desista novamente, as pedras são apenas restos que a chuva trouxe... amar, viver, sonhar, acreditar, lutar e até o chorar, são fases que compõem o grande quadro chamado vida, onde a tela é a sua história, as tintas são as pessoas que passam por ela, mas, o pintor, o responsável pela obra é sempre você! (Autor desconhecido)

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Em Busca do Sentido da Vida


Em Busca do Sentido da Vida
Augusto Cury
Editora Planeta


Nosso professor Júlio Verne, personagem central do livro "O Colecionador de Lágrimas", tem a continuidade de sua luta nas páginas de "Em Busca do Sentido da Vida". Determinado em transcender o que a história nos deixou de herança nos livros, Júlio Verne embarca de corpo e alma numa viagem no tempo, levando como bagagem todo o conhecimento que tem da segunda guerra mundial e da psicologia humana, na esperança de mudar o destino de milhares de pessoas, cujas vidas foram ceifadas pela loucura e intransigência de um homem falaz. Uma criatura que julgava não apenas fazer parte da humanidade, mas que se considerava o próprio messias que iria elevar a raça humana a um ideal absurdo de superioridade jamais alcançado. Cobaia de uma pesquisa cientifica audaz, Júlio Verne retorna ao passado, mas ao que parece, nem todo seu empenho e conhecimento o estão ajudando a atingir a meta esperada. Evitar um dos episódios mais vergonhosos da história humana e atestado do quanto podemos ser falíveis e insensíveis em nossa horas mais escuras. A segunda guerra mundial.  Porém em meio a tarefa hercúlea, Júlio Verne julga encontrar uma forma de focar sua viagem para um momento chave e que permitirá atingir seu objetivo. Ele se vê abalado em seus princípios, uma vez que o projeto científico é patrocinado por militares e estes julgam que a melhor solução é a eliminação de Hitler, o gatilho que levaria milhões de seres humanos à morte.  Júlio Verne acredita que somente a educação pode transformar o mundo, e que as armas eliminam sintomas mas não resolvem as causas, mas até que ponto ele estava certo? Poderia um professor de história realmente mudar algo nos rumos do mundo? Leiam e confiram.

Abraço

Jade

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Imagem de Mariana Britto
Sigo andando a passos largos...
...sem rumo e sem destino, apenas observando o que se passa e o que passou, o conhecimento traz prazer mas também traz dor.
Jade

Postagens populares