Vai deixa de tristeza e deixa o sonho te levantar, acredite que é possível ainda hoje uma virada, acredite que tudo foi apenas um engano, mantenha a rota do seu barco da vida, não desista novamente, as pedras são apenas restos que a chuva trouxe... amar, viver, sonhar, acreditar, lutar e até o chorar, são fases que compõem o grande quadro chamado vida, onde a tela é a sua história, as tintas são as pessoas que passam por ela, mas, o pintor, o responsável pela obra é sempre você! (Autor desconhecido)

domingo, 26 de junho de 2011

Heresia

Um suspense histórico que se desenrola na Inglaterra de 1583. Uma época em que as escolhas religiosas andavam junto com a política de governar. A Rainha Elizabeth da Inglaterra, protestante, é alvo de uma rede de conspirações para derrubá-la, motivo pelo qual todo o católico é considerado um inimigo, devendo ser eliminado. O Monge Italiano, Giordano Bruno, filósofo, cientista e estudioso de magia, suspeito de heresia, foge da inquisição, deixando para trás a ordem religiosa e a Itália. Em sua viagem pela Europa, a fim de salvar a própria vida, acaba sob a proteção do embaixador francês. Juntamente com seu amigo, Sir Fhilip Sidney, Bruno ruma em viagem para a renomada Universidade de Oxford, onde irá participar de um debate sobre as idéias de Copérnico. Mas não é apenas o debate que o leva até lá. Ele acaba sendo recrutado por Sir Francis Walsingham, ministro da rainha Elizabeth, com o objetivo de descobrir qualquer movimento católico. Porém, o que Bruno realmente almeja, é a oportunidade de procurar um livro muito antigo e proibido, que pode estar em Oxford. Em sua primeira noite na Universidade, um dos integrantes do corpo docente é brutalmente morto e sua atenção acaba sendo desviada de seus objetivos, uma vez que ele parece ser o único que acredita num assassinato. Bruno percorre a cidade em busca de respostas, se envolvendo numa rede de intrigas e traição. Outros homens são mortos, lembrando mártires católicos e confirmando suas suspeitas. Quem será o assassino, ou assassinos? Um grupo religioso perseguindo seus oponentes? Em meio a tudo isto, Bruno corre por sua própria vida e a de Sophia, filha do Diretor da Universidade, por quem nutre uma paixão.  



Sobre a autora
S. J. Parris é o pseudónimo de Stephanie Merritt. Nascida em 1974, colaborou como crítica e jornalista numa série de jornais e revistas, na rádio e na televisão. Atualmente escreve para o The Observer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Imagem de Mariana Britto
Sigo andando a passos largos...
...sem rumo e sem destino, apenas observando o que se passa e o que passou, o conhecimento traz prazer mas também traz dor.
Jade

Postagens populares